Teatro

Jogo de 2 personagens para representar em casa com as crianças


Seus filhos adoram interpretar grandes atores? Claro que sim, vestir-se bem como personagens de histórias costuma estar entre os passatempos favoritos dos mais pequenos da casa. O que você acha então se você se propõe a representar em casa o roteiro de jogo para crianças O que você vai ver aqui? É uma peça curta que tem a ver com dois personagens, por exemplo, dois irmãos, para se divertir, rir e, aliás, perceber como é maravilhoso ter um irmão ou irmã.

Esta representação é intitulada 'Meu irmão é um macaco'e com ele você pode organizar uma sessão de teatro familiar sem sair de casa. Vamos ver ela!

Peças curtas como a que você vai ler aqui são perfeitas para divertir o tempo em família e também para ensinar às crianças um valor importante. Neste caso enfatizamos a relação entre irmãos, na importância do cuidado mútuo e na necessidade de saber compreender que quem tem um irmão tem um tesouro para a vida.

Nós escrevemos apenas para dois personagens, por isso é perfeito para representar em casa entre dois irmãos e dizer aos pais para fazerem o papel de um público dedicado e ansioso para aplaudir no final da peça. Você está pronto? Não percam um detalhe, caros leitores, é aqui que começa esta divertida brincadeira para fazer em casa com as crianças.

Descrição do Trabalho: Paula e Alonso são dois irmãos que se amam muito, mas nem sempre sabem jogar juntos sem lutar. Paula é a mais velha e às vezes esquece que os irmãos mais novos costumam imitar os mais velhos, tiram os brinquedos deles, querem chamar a atenção a todo custo ... O que acontece nessa história? Bem, Paula não percebe o quanto adora sair com o irmão Alonso até que ele vira um macaco.

Personagens: Paula, irmã mais velha; Alonso, irmão mais novo e pais como espectadores.

Local de ação: a casa, a sala sem ir mais longe.

Material necessário para a encenação: uma fantasia de macaco ou uma simples máscara que as crianças podem fazer em casa com papel e cores, brinquedos comuns que ficam em casa, um punhado de pós mágicos invisíveis e muita vontade de se divertir e aprender coisas.

A cortina sobe. Paula é vista brincando na sala.

Paula: (pega um brinquedo) Corra! Depressa, eles vão nos pegar! Temos que chegar ao vale encantado antes do anoitecer ...

(Alonso entra em cena e a interrompe)

Alonso: O que está jogando? Posso jogar também? Posso ficar com esse brinquedo?

Paula: (com uma cara zangada) Você está lá de novo, não vê que estou brincando?

Alonso: Eu quero jogar! (Ele se senta e pega o brinquedo que sua irmã tem)

Paula: Olha como você é pesado! Aqui, fica com os brinquedos, vou até a mesa fazer um desenho.

Alonso: Ótimo! (Começa a jogar no chão da sala)

Paula: Acho que vou desenhar uma praia e um grande sol.

Alonso: (vai para a mesa porque está farto de jogar sozinho) O que estás a fazer? Vou te ajudar! (Ele pega uma pintura e pinta no fólio de sua irmã)

Paula: O que faz! Havia uma palmeira, você estragou.

(Sai da cena com raiva)

Alonso: (começa a pintar) Já tá zangada de novo, sempre me fala que não posso fazer as coisas e só quero brincar com ela.

Paula: (está de um lado da sala) Meu irmãozinho é sempre o mesmo, ele não sabe fazer nada sozinho, ele quer pegar o que eu tenho o tempo todo. Eu gostaria que não fosse assim!

A cortina fecha.

Para esta cena, o pequeno Alonso tem que colocar a máscara de macaco. A cortina se abre, Paula é vista novamente na sala brincando com alguns carros de corrida.

Paula: Adoro brincar com carros! Embora com certeza meu irmão logo venha a dizer que os ama. Já o tenho! (Coloca a mão no bolso e tira um punhado de pó mágico invisível) Vou lançar um feitiço para que ele não fale mais comigo.

Paula: Abra cadabra, houndstooth, meu irmão para de me incomodar, (abre a mão e sopra). Pronto, com certeza funcionou. Vou continuar com meus carros!

(Alonso entra em cena transformado em macaco)

Paula: (pula de surpresa ao vê-lo) O que aconteceu com você!

(Alonso sacode os ombros, é um macaco e só sabe fazer gestos)

Paula: Algo está errado, eu só queria que você me deixasse brincar em casa, para não virar um macaco. O feitiço deu errado ...

(Alonso sobe no sofá e faz gestos de macaco com as mãos)

Paula: E agora o que faço? (Vai sentar-se à mesa porque está um pouco assustada)

Paula: Não poderei mais brincar de esconde-esconde com o Alonso, nem fazer desenhos, nem carros de corrida ... Tenho que fazer alguma coisa! (Escreva algumas palavras mágicas no papel)

Paula: É isso, direi em voz baixa para ver se funcionam.

(Paula olha para o irmão mas ele ainda é um macaco. Alonso pula e pula, vai até a irmã, dá um abraço nela e sai de cena)

A cortina fecha.

A cortina sobe. Paula é vista sentada no sofá.

Paula: Eu fico entediado, quero brincar com meu irmão, não me importo se ele é um macaco ou um rinoceronte, quero brincar com ele e depois podemos ver algumas fotos juntos. Eu o amo muito!

Alonso: (a máscara de macaco já foi retirada) Paula, vamos brincar de esconde-esconde?

Paula: (salta de alegria ao ver que o irmão é o mesmo de sempre) Que bom que estou por te ver! (Ele dá um abraço cheio de carinho).

Alonso: (faz uma cara de surpresa) Por que você diz isso? Se eu estivesse na sala há 10 minutos.

Paula: Você não ouviu o que aconteceu?

Alonso: O que? Papai fez bolo para o lanche?

Paula: (risos) Oh não! Você se tornou um macaco.

Alonso: (ri alto) Que absurdo! Nunca fui um macaco, embora tenha certeza de que seria muito bom nisso. (Salta de um lado para o outro imitando um macaco)

Paula: (abraça o irmão mais novo) Como eu te amo!

Alonso: E eu a você! Já estamos brincando de esconde-esconde?

Paula: Claro! Você o vincula! (Sai da cena para se esconder)

A cortina fecha, o fim da peça de 2 personagens 'Meu irmão é um macaco'. Você gostou? Vamos esquecer de aplaudir esses grandes pequenos atores!

Você pode ler mais artigos semelhantes a Jogo de 2 personagens para representar em casa com as crianças, na categoria Teatro no local.


Vídeo: Palestra As relações de trabalho no cinema do século XXI (Janeiro 2022).