Valores

O poder da filosofia de higiene para fazer as crianças se sentirem amadas e respeitadas

O poder da filosofia de higiene para fazer as crianças se sentirem amadas e respeitadas



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

E se um dia você decidir parar? Se você se despediu da pressa e do estresse e vai começar a aproveitar mais a vida e os pequenos detalhes que ela nos oferece e que muitas vezes não valorizamos. Tudo isso fortaleceria muito as pessoas e seu meio ambiente e, acima de tudo, traria muitos benefícios para a vida familiar e para os nossos filhos. Descobrir o poder da filosofia higiênica para fazer as crianças se sentirem amadas e respeitadas.

A filosofia higiênica, termo dinamarquês que traduzido para o espanhol significa 'conforto', refere-se a uma corrente de bem-estar ou bem-estar que busca viver de forma relaxada, desfrutando de coisas ou experiências simples, mas muito valiosas para o bem-estar espiritual, como compartilhar tempo com os amigos, desfrutar de um bom livro em um ambiente agradável (por exemplo, um sofá com uma manta e um chá quente) ou simplesmente sentar e contemplar as vistas e curti-las vivendo o presente, o agora, aquele que passa todos os dias à nossa frente como um raio, escondido entre o amanhã e o que fazer.

É certo, como afirmam em diversas tribunas, que esta situação de crise sanitária vai implicar mudanças em muitos níveis de nossas vidas. Durante o confinamento, ele nos obrigará a tentar o teletrabalho, que tanto desperta dúvidas; mas também vai nos forçar a reconciliar, sem ajuda, sem desculpas, estar com seus filhos nos momentos que o exigem 100%, sem distrações e com plena consciência do agora.

Os pais não são amigos de nossos filhos. Nosso papel não é esse; No entanto, e mesmo que eles não percebam, fazemos um trabalho muito mais importante, que é dar-lhes abrigo e segurança emocional no seu dia a dia. Ofereça-lhes um ambiente estável para o qual sempre desejam retornar; isso é precisamente higiênico: fazer com que se sintam amados e respeitados por nós para que, quando crescerem, se tornem adultos felizes.

Portanto, a falta de atividades sociais pode ser uma ocasião única para ensiná-los a jogar cartas, por exemplo, ou para outro jogo de tabuleiro que lhes permita aproveitar o momento, com calma, sem pressa. Acenda algumas velas, prepare um chocolate quente e desfrute de algumas horas em que você é o protagonista.

Até agora estávamos acostumados a correr pela vida. Sempre havia coisas para fazer, mil mensagens para ler e muitos planos para aproveitar. Não permitimos que nossos filhos fiquem entediados, aprendam a estar em um lugar sem fazer nada, deixando sua imaginação correr solta, e muitas correntes psicológicas nos alertam que isso não é bom.

Mas o ruim é que de certa forma os arrastamos para esse estilo de vida, deixando-nos levar pelos nossos interesses. Como podemos reverter essa tendência? Vamos aproveitar esses dias para diminuir o ritmo e aprender (e ensiná-los) a viver de forma diferente.

1. Coloque seu telefone de lado
A hiperconexão, tão necessária nos dias de hoje, não nos permite ESTAR em maiúsculas com nossos filhos. Aproveitemos esses tempos de saturação de informação para nos fazer um duplo favor: aproveitar os benefícios que a desconexão tecnológica vai trazer para nós e colocar todo o nosso foco nas crianças. Fale com eles, ouça-os, aprenda a ver o que os preocupa e aconselhe-os. Diálogo. Você estará dando a ele um abrigo emocional e um presente único.

2. Jogue em família
Tire a poeira dos jogos de tabuleiro e passe um tempo jogando-os. Que tal ensiná-lo a jogar Bisca ou Tute? São jogos simples e fáceis que proporcionam momentos únicos à volta de uma mesa. O baralho pode ensiná-los a enfrentar a frustração (às vezes você ganha e às vezes você perde) e a colaborar com os outros para o bem comum, como no Bridge.

3. Aproveite a natureza
Você não precisa ser um caminhante experiente ou acampar todo fim de semana para aprender a curtir a natureza. A natureza avança por todo o lado: estamos rodeados de parques com árvores e pequena fauna urbana que os podemos ensinar a observar. Se quiser dar um passo além, pode fazer percursos pedestres adaptados à sua idade e mostrar-lhes que as coisas simples, as que a natureza oferece, são as mais belas (bolotas, cogumelos, pedras, folhas ... a beleza está em qualquer lugar, mas há do que aprender a observá-lo). E se não puder sair de casa, plante o seu próprio jardim: plante leguminosas, sementes como a chia (pode adicionar os rebentos à salada) ou experimente plantar sementes de pimentão, e observe como crescem dia a dia ... assim vão desenvolver paciência e aprenderão que o imediato (a que estão tão acostumados) nem sempre é o melhor.

4. Crie momentos e recantos de tranquilidade
Aproveite a falta de pressa para curtir um bom livro juntos, por que não preparar uma poltrona ou um espaço especial em uma sala para que possam ler de forma descontraída e aprender em família a curtir momentos tranquilos, curtir agora? É basicamente o que a gente fazia quando criança ... E é que a gente, as crianças dos anos 70 e 80, vivemos uma infância higiênica sem saber ... né?

5. Cozinhe em família
A forma como nos alimentamos é um importante ponto de higiene, pois está intimamente relacionada com o nosso bem-estar. Cozinhe com calma, com ingredientes de qualidade, aos poucos, sem pressa e curtindo cada passo: vendo a massa do pão crescer, ou como o leite fermenta para se transformar em iogurte ... enfim, aproveite cozinhar para aprender a comer melhor agora aproveite um momento que costumamos fazer correndo.

Aproveite o momento, desacelere aproveitando o agora. Cuide do seu ambiente, não é necessário fazer uma grande reforma (nos detalhes está a magia), respire e viva com calma e lembre-se de que os mais importantes são você.

Texto inspirado no livro Despertando para a vida, de Carlos Giménez Borrajo.

Você pode ler mais artigos semelhantes a O poder da filosofia de higiene para fazer as crianças se sentirem amadas e respeitadas, na categoria de Valores Mobiliários On-site.


Vídeo: MINI-CURSO: Como superar os limites internos. Prof. Lúcia Helena Galvão de Nova Acrópole (Agosto 2022).