Teatro

Rogelio, o rabugento. Brincadeira para crianças sobre raiva

Rogelio, o rabugento. Brincadeira para crianças sobre raiva


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Encenar peças curtas com meninos e meninas é, além de um hobby perfeito, uma ótima maneira de ensinar-lhes coisas diferentes como valores e gerenciamento de emoções. No Guia das Crianças, desenvolvemos o roteiro para uma pequena peça infantil sobre raivaCom isso, os pequenos verão que todas, muitas vezes, percebemos uma explosão de raiva por dentro, mas que é apenas mais um sentimento que deve ser expresso em palavras.

Fique à vontade, é aqui que começa 'Rogelio, o Coelho Mal-humorado', uma curta peça sobre a emoção da raiva.

O jogo curto 'Rogelio, o coelho rabugento' fala sobre raiva, sobre a importância de conhecer essa emoção e como, aos poucos e com a ajuda dos outros, aprender a administrá-la e não deixar o nosso mau humor, neste caso o do coelhinho Rogelio, interferir no nosso dia a dia ou na. relacionamentos com outros.

Muitas vezes meninos e meninas eles não sabem como controlar a raiva eles percebem dentro deles situações em que as coisas não saem bem, por exemplo, quando acaba a televisão ou quando dizemos que não vamos comprar o brinquedo que eles pediram. É quando eles gritam, chutam ou até xingam e batem. O que podemos fazer então? Bem, converse com eles com calma, explique que eles podem expressar como você se sente com calma e oferecer-lhes diferentes ferramentas, como histórias e a brincadeira que propomos aqui.

Descrição do Trabalho: Em uma pequena floresta vivia Rogelio, um coelho temperamental, com seus pais e seu irmão mais novo. Todas as tardes, ele saía para brincar no vale com os outros animais, mas sempre voltava com raiva por algum motivo. Um dia, seus amigos, cansados ​​do mau humor de Rogelio, resolveram lhe dar uma lição. Rapaz, eles fizeram!

Personagens: Rogelio, seus pais, seu irmão Pepe, Lucas o pato, Sara o esquilo e Paco a coruja.

Local de ação: o bosque.

A cortina se abre, Rogelio está em casa jogando.

Mãe: Querida, acho que é hora de você parar de jogar e começar a escrever o que te mandaram na escola.

(Rogelio olha para a mãe mas não fala nada e continua brincando)

Mãe: Você me ouviu? Se precisar de ajuda com o dever de casa, basta me dizer.

(Continua Rogelio sem dizer palavra)

Mãe: Querida, você não me escuta. Se você não escrever agora, terá que fazê-lo mais tarde e não sei se terá tempo para brincar no vale com seus amigos.

Rogelio: (levanta-se mal-humorado, pega um dos brinquedos dele e joga no chão) Quero ir brincar no vale!

Mãe: Eu sei, é por isso que te digo para fazer sua lição de casa agora, para que depois você tenha tempo de ir brincar lá fora.

(Nesse momento, pai e irmão Pepe entram em cena)

Pepe: Como este jogo é divertido, pai!

Pai: Eu sei que também gosto muito.

Rogelio: Droga, Pepe não tem que fazer lição de casa.

Pai: Eu sei, é porque ele ainda é pequeno, mas ele vai fazer isso quando crescer.

Rogelio: Eu não quero fazer minha lição de casa. (Ele vai para o quarto batendo a porta)

(Depois de um tempo é hora de ir brincar no vale)

Rogelio: (sai da sala e pergunta) Posso ir para o vale?

Pai: Ok, mas só por um momento, então você terá que escrever.

Rogelio: Está bem. (Sai de casa para ir para o vale)

A cortina fecha.

A cortina sobe. Rogelio, seu irmão Pepe, Lucas o pato, Sara o esquilo e Paco a coruja estão no vale.

Pepe: Veja! Tem uma borboleta lá.

Sara: Que bonita!

Paco: Isso me lembra que minha escrita para a semana foi feita de borboletas e outros animais que podem voar. Agora só tenho o desenho, acho que vou desenhar aquele que o Pepe encontrou.

Sara: Eu fiz minha escrita sobre tigres, eles são meus animais favoritos.

Lucas: Bem, eu sobre pássaros, eu só tenho que colorir o desenho.

Sara: (vai para Rogelio) Do que você fez isso?

Rogelio: Ainda não comecei. Eu não queria.

Lucas: Mas quando você chegar em casa, você estará mais cansado.

(Rogelio começa a ficar bravo mas não fala nada)

Lucas: Vamos jogar tag?

Todos: OK!

(Começam a correr um atrás do outro, Rogelio é o primeiro a buscá-la)

Rogelio: Você corre muito, não quero mais jogar isso.

Pepe: É divertido!

Lucas: É verdade, essa corrida é ótima.

Rogelio: Que não! (Empurra Paco e sai correndo)

Sara: Já com raiva de novo.

Lucas: É sempre a mesma coisa. Acho que devemos fazer algo para ajudá-lo.

Paco: (fala baixinho) Tenho uma ideia ...

(Os amigos circulam para planejar algo)

A cortina fecha.

A cortina sobe. Os amigos estão de volta à floresta.

Sara: (em voz baixa) Aí vem o Rogelio, lembra qual é o nosso plano.

Todos: De acordo.

Rogelio: Olá.

Todos: Olá, Rogelio.

Lucas: Você gostaria de brincar de esconde-esconde?

Todos: Comprovante.

(Os amigos se escondem, Sara é quem procura e encontra Rogelio primeiro)

Rogelio: Isso é trapaça, você olhou. (Senta em um banco e joga uma pedra)

Sara: Vermelho.

Rogelio: O que você disse?

Lucas: Azul.

Paco: Verde.

Rogelio: (faz uma cara de surpresa) O que há de errado com todos vocês?

Pepe: (não entende muito bem o que acontece mas como gosta de cores também diz uma) Amarelo.

Rogelio: (Ele esqueceu seu mau humor por um momento e decide rir). Vamos jogar outra partida?

Todos: Bem claro.

(Depois de um tempo o pai de Rogelio vem procurá-los porque ele ainda tem que escrever)

Rogelio: (quando ele vê seu pai ele se esconde atrás de uma grande pedra) Eu não quero ir!

Pai: É tarde e você tem que fazer coisas.

Rogelio: Que não!

Todos os amigos: Vermelho Azul Verde.

Rogelio: Você já é como as cores. (Mais uma vez ele esquece sua raiva, aperta a mão de seu pai, se despede de seus amigos e vai para casa)

Rogelio: Pai, por que meus amigos dizem essas cores?

PaiBem, não tenho certeza, mas acho que é para lhe dizer para não ficar tão bravo.

Rogelio: Eu realmente fico com tanta raiva?

Pepe: Bem, sim, você fica com muita raiva e quando o faz você joga coisas e empurra.

Rogelio: Nossa, é verdade, não tinha parado para pensar nisso. Ok, a partir de agora quando eu vir que estou de mau humor, direi uma cor para tentar fazer passar.

Pai: Acho uma ótima ideia. Você sabe o que mais você pode fazer?

Rogelio: O que?

Pai: Bem, fale e diga porque está com raiva, se expressarmos o que sentimos a raiva vai embora como por mágica.

Rogelio: Ok, vou tentar.

(Chegam em casa e Rogelio dá um grande abraço na mãe)

A cortina fecha.

Fim da brincadeira com a raiva. Você gostou?

Você pode ler mais artigos semelhantes a Rogelio, o rabugento. Brincadeira para crianças sobre raiva, na categoria Teatro no local.


Vídeo: BRINCADEIRA DO AGRADECIMENTO (Julho 2022).


Comentários:

  1. Obadiah

    Você não está enganado

  2. Haven

    Eu considero, que você não está certo.

  3. Okhmhaka

    Muito certo! Essa é uma boa ideia. Eu te ajudo.

  4. Bastien

    Eu leio e sinto em casa. Obrigado aos criadores pelo bom recurso!

  5. Virr

    Eu não entendo muito bem o que você quer dizer?

  6. Samugrel

    Você não está certo. Eu posso provar.



Escreve uma mensagem