Novas tecnologias

Proteja seu filho do destruidor de crânios, o vírus Tik tok que pode matá-lo

Proteja seu filho do destruidor de crânios, o vírus Tik tok que pode matá-lo


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Você já ouviu falar sobre o novo desafio viral que triunfa entre as crianças? Certamente sim, certamente esta prática perigosa em que dois jovens pulam enquanto tropeçam em uma terceira pessoa já chegou aos seus ouvidos. Tornou-se popular no Tik Tok, embora tenha se espalhado para o resto das redes sociais. No Guiainfantil nós analisamos os riscos do desafio quebra-crânios e damos-lhe algumas dicas que o ajudarão a proteger seu filho da participação neste jogo perigoso que pode até causar a morte de suas vítimas após sofrerem um terrível golpe na cabeça.

Outro dia alguém mandou um vídeo para o grupo do WhatsApp da escola, os comentários de surpresa não demoraram a chegar. No vídeo, três jovens foram vistos em uma fila horizontal, dois deles pularam ao mesmo tempo e, quando o terceiro saltou, os outros o fizeram tropeçar. O jovem do meio caiu para trás, dando-se uma forte pancada na cabeça.

Você também viu o vídeo de que estou falando? Certamente sim, não demorou muito para se tornar viral, aquele vídeo e tantos outros em que esse mesmo 'jogo' ou 'desafio' é praticado, deixe-me usar aspas porque você já deve ter percebido que o desafio ou jogo não tem nada.

O fato é que em poucas semanas o desafio quebra-crânios(nome com o qual eles chamam esta prática perigosa) é visto em todos os lugares nas redes sociais, especialmente no Tik Tok. Aliás, já existem vídeos em que se vêem jovens dançando antes que um deles seja jogado no chão ao tropeçar ou em que usam um lenço para que outro amigo caia no chão.

Não está claro qual é a origem deste perigoso desafio, mas tudo aponta para uma escola em Caracas (Venezuela), porque foi lá que foram registrados os primeiros desafios. A escola comunicou o seguinte em suas redes sociais:

'Recentemente, um vídeo se tornou viral nas redes sociais em que alguns alunos do ensino médio de nossa instituição são expostos jogando um jogo em que a saúde e a integridade física de um dos jovens estão sendo colocadas em risco', e acrescentam: “Já convocamos as partes envolvidas para que tomem as medidas cabíveis e os internautas também foram solicitados a não promover esse tipo de ação”.

Que perigos esse tipo de ação acarreta? Como você já deve ter dado a si mesmo, o novo e perigoso desafio viral de quebrar crânios representa um risco para as crianças que o praticam. O adolescente ao cair no chão por causa da viagem que seus colegas lhe fazem, bate a cabeça com força no chão.

Até o momento, essas ações deixaram vários menores gravemente feridos devido à força com que suas cabeças atingiram o solo. Mas esta não é a única consequência que deriva deste tipo de 'jogos':

Fraturas e lágrimas
Especialistas alertam que ações desse tipo podem desencadear fraturas e rupturas no crânio ou nos ossos devido à intensidade do golpe.

- Convulsões e sangramento
Por outro lado, atingir o solo pode causar convulsões e hemorragias internas. Uma queda inesperada como a resultante de uma viagem também pode causar entorses cervicais e até chicotadas no pescoço.

Lesão grave na cabeça
Médicos de diferentes instituições também enfatizam que uma queda como essa pode causar ferimentos graves na cabeça e, no pior dos casos, a morte.

A questão mais importante agora é a seguinte: o que os pais e professores podem fazer para que as crianças tenham bom senso e não sejam influenciadas por esses tipos de desafios? Parece simples, mas no fundo não é; menos ainda quando se aproximam da adolescência e para eles a opinião e os conselhos dos amigos têm mais peso do que os pais podem lhes dar.

1. Converse com seus filhos sobre o desafio do quebra-crânio viral
Talvez o melhor truque que possamos usar para que crianças e adolescentes não 'se inscrevam' no desafio do destruidor de crânios ou de qualquer outra moda perigosa que esteja por vir, seja contar-lhes as graves consequências que têm para eles e seus amigos.

É importante que saibam que têm de se afastar caso se descubra que são o centro do desafio e, claro, que vejam que se forem eles que tropeçarão outro companheiro de equipa, para além dos danos físicos que vão causar, também existem lesões consequências morais e criminais para quem comete a agressão. Merece a pena? Claro que não!

2. Informe o centro de estudos
O seu filho ou filha lhe disse que eles fazem a quebra de crânios na escola? Em seguida, diga a ele que a coisa certa a fazer é informar os professores, quanto mais eles sabem do que está acontecendo, mais providências podem ser tomadas a respeito. Converse com seu filho sobre a sua parte de responsabilidade, se ele souber dessas coisas e não falar, ele realmente também está participando do desafio.

3. Sem vídeos virais
Por que esse tipo de ação está ganhando tanto destaque entre os adolescentes? Pois é, porque são gravados em vídeo e divulgados nas redes sociais, e quem fala nas redes sociais fala 'gostos' e protagonismo. E não esqueçamos que a Tik Tok, uma das principais redes em que o vídeo foi compartilhado. Talvez outra medida que a gente possa tomar é avisar aos nossos filhos que o celular, se for para essas coisas, vai ficar em casa, não acha?

Está nas mãos de todos educar os jovens para deixar de lado esses perigosos desafios.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Proteja seu filho do destruidor de crânios, o vírus Tik tok que pode matá-lo, na categoria Novas Tecnologias no site.


Vídeo: TIC TOCANGEL CASA DEL VERSO PRECAUCIONES (Junho 2022).