Aprendendo

Os 24 pontos fortes pessoais que devemos trabalhar com as crianças em casa


O que nos motiva a continuar? De onde tiramos força para reconstruir o que está quebrado? A resposta é simples: de dentro. Por isso é importante que, desde a infância, seja ensinado a as crianças entendem suas forças pessoais internas e como pode ser benéfico melhorá-los. Assim, os pais precisam encontrar as estratégias necessárias para trabalhar todos eles em casa.

'No auge do inverno, finalmente aprendi que um verão invencível vivia dentro de mim', Albert Camus. Todos temos dentro de nós as capacidades e ferramentas para seguir em frente, por mais difícil que seja, sempre haverá solução para tudo. Por esse motivo, correntes da psicologia positiva vêm estudando o assunto do autoaperfeiçoamento há anos.

Este foi um conceito que viu luz no mundo da psicologia graças aos teóricos Martín Seligman e Christopher Peterson, considerados os fundadores da Psicologia Positiva. Conforme indica o estudo realizado por Beatriz Vera Poseck, intitulado 'Psicologia positiva, uma nova forma de entender a psicologia' e publicado na revista Papeles del Psicólogo, a psicologia positiva tenta investigar quais são qualidades e características positivas mais proeminente. Entre eles, devemos falar sobre os pontos fortes pessoais que cada um de nós desenvolve.

As forças pessoais são baseadas em um conjunto de características e habilidades psicológicas para as quais temos facilidade, virtude ou capacidade adaptativa de vencer. Claro, eles são apenas capacidades positivas, que eles nos trazem felicidade e fortalecer nossa personalidade.

Não precisamos necessariamente nascer com eles, mas eles precisam ser adquiridos com o tempo e as circunstâncias. Além disso, é necessário que eles sirvam como um meio adaptativo positivo e que sejam representativos de nossa personalidade.

Os pioneiros da psicologia positiva perceberam que o mundo que estuda a mente humana precisava de uma mudança de direção. Em vez de apontar os erros e conflitos das pessoas, eles também devem se concentrar nas capacidades internas inatas e nas habilidades de adaptação para ajudá-los a crescer.

Tudo isso sempre com um único objetivo: alcançar a felicidade. Uma das razões pelas quais as pessoas estão infelizes é porque frustração por não conseguirem o que procuram ou por não ser bom em alguma coisa. E isso é algo que pode ser observado desde a infância, mas que pode ser mudado com o aumento das qualidades pessoais.

É por isso que é importante trabalhar com crianças e desenvolver sua crença de que podem fazer tudo o que se propõem, desde que sejam objetivos realistas e não causem danos a outras pessoas. Se eles não sabem fazer ou enfrentar algo, eles podem aprender. Se não se sentirem capazes, podem encontrar motivação. Se eles não conseguem descobrir, então que seja um novo aprendizado, em vez de uma derrota.

Na verdade, há um total de 24 pontos fortes pessoais de acordo com Seligman e Peterson. Eles são classificados em seis grupos:

- Conhecimento e sabedoria
Inclui a capacidade de aprender e praticar. Isso se refere não apenas a todo conhecimento teórico que nos serve no plano de desenvolvimento, mas à capacidade de nos instruir com nossos erros, com os exemplos dos outros e com as lições constantes para aplicá-los à adaptação do nosso meio.

Consiste nos pontos fortes de:

  1. Criatividade
  2. Curiosidade
  3. Bom julgamento
  4. Perspectiva
  5. Amor por aprender

- Humanidade
Refere-se à capacidade de empatia que todos nós desenvolvemos pelas situações de outras pessoas. É sobre aquele senso humano de ajudar os necessitados e valorizar o que você tem. Além disso, referem-se aos pontos fortes que nos ajudam a nos relacionar com os outros, a criar vínculos e a funcionar na sociedade de forma adequada. É dividido nas forças de:

  1. Privacidade
  2. Bondade
  3. Inteligência social

Justiça
Essas habilidades nos permitem ter um senso de julgamento, equilíbrio e justiça. É o que nos permite diferenciar o direito das injustiças, o que nos leva a remediá-las e a saber liderar a batuta em equipa para resolver os conflitos com justiça e precisão. Nele estão os pontos fortes de:

  1. Responsabilidade
  2. Capital próprio
  3. Liderança

- Coragem
Refere-se ao caráter interno de atingir nossos objetivos, que fortalecemos com o tempo e as adversidades, quando superados. Podemos encontrar os pontos fortes de:

  1. Coragem
  2. Perseverança
  3. Integridade
  4. Entusiasmo

- Temperança
Baseia-se nas habilidades de disciplina e autocontrole, necessárias para ter uma vida estável e saber quando é o suficiente ou quando precisamos dar mais. Também nos ajuda a diferenciar necessidades de caprichos. Baseia-se nos pontos fortes de:

  1. Autocontrole
  2. Misericórdia
  3. Humildade
  4. Prudência

Transcendência
A última força refere-se ao que buscamos em nossa vida; aqueles propósitos que nos propomos a ser uma pessoa totalmente completa e, claro, feliz. Mas também nos ajuda a realizar objetivos realistas e aqueles que nada mais são do que uma fantasia irrealizável. Composto pelos pontos fortes de:

  1. Apreciação
  2. Otimismo
  3. Gratidão
  4. Espiritualidade
  5. Sentido do humor

E o que podemos fazer para que as crianças trabalhem em todas essas qualidades pessoais? Nós lhe damos algumas dicas.

- Através do conhecimento, disponibilizando informações sobre várias áreas de desenvolvimento, para que se possam alimentar, satisfazer a sua curiosidade e ter sempre o desejo de continuar aprendendo.

- Praticar todos os conhecimentos aprendidos que podem ser úteis para o dia a dia. Como tarefas domésticas, jardinagem, artesanato, artes, etc.

- Servindo aos outros em tudo que eles precisam e esteja em sua possibilidade de ajudar. Como participar de atividades de voluntariado, caridade ou integração de pessoas em seus círculos sociais.

- Levar conhecimento aos outros e incluí-los em seus jogos. Dessa forma, você pode se conectar com as pessoas certas.

- Aprender com os erros e ensinar aos mais pequenos que todo ato tem consequências positivas e negativas e que devem cuidar delas.

- Ensino inteligência emocional. Aprender a reconhecer emoções pode ajudá-los a se expressar melhor e a compreender os outros.

- Mantenha os valores em mente, sempre os tenha em mente em sua casa, mas também certifique-se de seguir o seu próprio exemplo. Sempre ouça a opinião de seus filhos e respeite seus gostos.

Não se trata apenas de ver a vida sob uma luz mais positiva como um dia quente de verão, mas vivê-la com prazer, mesmo nos dias sombrios de inverno.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Os 24 pontos fortes pessoais que devemos trabalhar com as crianças em casa, na categoria Aprendizagem no local.


Vídeo: Meio Ambiente por Inteiro - Reciclagem do Óleo de Cozinha (Julho 2021).