Cuidado - beleza

Se está grávida e pretende praticar ioga, interessa-lhe!


Você está grávida e quer praticar ioga? Não duvides! É uma ajuda inestimável estar em ótimas condições físicas, mentais e emocionais durante os nove meses de gestação e antes do parto. Se você já fez ioga antes, sabe muito bem os benefícios que esta disciplina oferece. E se você nunca fez ioga, é uma oportunidade única de tomar consciência de seu corpo e se preparar para o momento em que tiver seu filho com você.

Antes de iniciar a prática de ioga pré-natal, devemos compreender a ampla gama de possíveis benefícios para a mãe e o futuro bebê desta prática maravilhosa.

- Mantém a saúde física da futura mãe.

- Ajuda a corrigir a postura e alivia a tensão muscular.

- É uma ajuda inestimável para liberar emoções.

- Vamos ficar atentos à respiração.

- Os movimentos realizados preparam o corpo para o dia do parto.

- Fortalece o assoalho pélvico.

- É um momento de conexão única entre a mãe e o bebê.

As aulas de ioga para mulheres grávidas deve ser elaborado especificamente para gestantes e, para tanto, existe uma série de recomendações importantes de segurança que devem ser seguidas para se obter maior sucesso da prática e, também, para que não afete a saúde da mulher ou do do bebê.

1. Não é necessário ter praticado ioga antes
Para fazer ioga pré-natal, não é necessário ter praticado ioga antes. Tanto as mulheres com prática regular como as que nunca fizeram ioga podem começar com segurança após o terceiro mês de gravidez.

2. Encontre um centro ou professor especializado em ioga pré-natal
É importante encontrar um site adaptado às necessidades das mulheres, principalmente se você nunca experimentou essa disciplina antes. As posturas de ioga pré-natal devem ser pensadas especificamente para cada fase da gravidez e é necessário adaptar a prática para facilitar a conexão da mulher com o seu corpo e estar atenta a todas as mudanças fisiológicas, emocionais e anatômicas pelas quais está passando.

3. Aproveite e não estabeleça metas inalcançáveis
Durante a gravidez, recomenda-se pelo menos 30 minutos de atividade física por dia. Se isso não for possível, uma prática com posturas simples ou simplesmente técnicas de relaxamento pode ajudá-lo a ficar em forma e se preparar adequadamente para o parto. Por outro lado, é melhor praticar 10 minutos todos os dias do que apenas uma vez por semana.

4. Sempre fique hidratado
É aconselhável encontrar um local adequado, uma sala bem ventilada, e levar sempre uma garrafinha de água. É importante manter a hidratação constante, tanto durante a prática de ioga quanto nos momentos de descanso.

5. Evite algumas posturas
A recomendação mais importante é evitar qualquer postura que coloque pressão sobre o abdômen. Outras posturas podem continuar a ser praticadas enquanto forem confortáveis.

6. Não se esforce demais
Se a qualquer momento sentirmos necessidade de deixar de fazer os exercícios por qualquer motivo, devemos seguir a nossa intuição e nunca, em hipótese alguma, forçar o corpo e a nossa saúde.

7. Preste atenção especial à sua respiração
Durante a gravidez, não devemos prender a respiração em nenhum momento. Ao contrário, a respiração deve ser fluida e, ao invés de controlá-la, devemos aprender a deixá-la ir, convidando a futura mãe a soltar o ar pela boca com longos suspiros.

8. Consulte sua parteira ou médico
A ioga pré-natal não é um substituto para o acompanhamento médico regular. Antes de tentar uma aula de ioga pré-natal, consulte seu médico ou parteira para ter certeza de que não é contra-indicada em seu caso específico.

Meu trabalho como professora de ioga pré-natal não se limita a melhorar a postura. É uma tarefa integral onde procuro acompanhar cada mãe para que ela aproveite plenamente esta etapa especial e possa ouvir mais claramente seu corpo e suas emoções para estabelecer um vínculo único com seu bebê.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Se está grávida e quer praticar ioga, interessa-lhe!, na categoria Cuidado - beleza no local.


Vídeo: YOGA PARA GESTANTES (Agosto 2021).