Teatro

3 peças muito curtas para estimular a autonomia das crianças

3 peças muito curtas para estimular a autonomia das crianças


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

As peças são um excelente passatempo para fazer com a sua família, com os seus filhos, ou na escola, com os seus alunos. Além de uma ótima ferramenta para mostrar um valor ou um ensinamento aos mais pequenos. Em nosso site, preparamos nada menos do que 3 peças curtas engraçadas para tentar promover a autonomia de meninos e meninas. Não pare de ler os roteiros, porque eles certamente se tornarão os favoritos das crianças.

Embora possa não ser o mesmo que vestir-se, ir ao banheiro, escovar os dentes ou pegar brinquedos e fazer tudo sozinho tem isso mesmo. E é que meninos e meninas querem aprender a fazer coisas sozinhos, porém, quando essas coisas se tornam uma rotina diária, preguiça e vontade de 'fazer uma aparição'mãe ou pai é melhor fazer isso comigo'.

No nosso site temos a solução, interpretar em casa ou na escola o 3 peças que compartilhamos com você aqui E você verá que a autonomia começa a ser simples e divertida para eles.

Abaixo você pode ler o roteiro de cada um deles. Lembre-se que você pode adaptar as histórias de acordo com a quantidade de crianças que vão participar e suas idades. Divirta-se e aprenda!

Esta curta peça conta a história de um menino chamado Mateo que aprendeu a calçar as meias sozinho quando era apenas um bebê. Acontece que nosso amigo Mateo era muito preguiçoso e também muito engenhosoEntão, como ela nunca quis calçar as meias, ela fez seus pais acreditarem que ela havia esquecido como fazê-lo. O que você acha que acontecerá? Vamos descobrir!

Personagens: Mateo, sua mãe e seu pai.

Local onde a ação ocorre: uma casa.

A cortina sobe. Mateo é visto em seu quarto pouco antes de sair para a escola. Ele é visto falando consigo mesmo.

Mateus: Que preguiça! Não estou com vontade de calçar as meias, nem os sapatos ... (anda pela sala pensativo). Eu sei o que posso fazer! Vou fazer a mamãe e o papai acreditarem que não posso simplesmente usar meias ou sapatos. (Tira os sapatos e vai para a cozinha onde os pais estão a preparar o pequeno-almoço).

Pai: Oi filho, ainda não se vestiu?

Mateus: É que tenho dificuldade em calçar as meias.

Mãe: Você já tentou? Se você soubesse como fazer antes.

Mateus: (Faz uma cara triste) É que me custa muito.

Pai: Tudo bem, vou fazer isso por você.

Mateus: (Ele faz uma cara feliz porque atingiu seu objetivo).

Na cena seguinte, Mateo está na casa de um amigo. Para poder brincar no tapete, ele tem que calçar algumas meias para andar pela casa.

Mateus: (pega suas meias e as calça) Estou farto! Vamos jogar.

Mãe: (faz uma cara de 'te peguei') Você não disse que não sabia calçar os sapatos?

Mateus: (Ele cora porque descobriram sua mentira) Me desculpe, eu não deveria ter mentido, às vezes tenho preguiça de fazer as coisas.

Mãe: Nós sabemos disso, mas você tem que se responsabilizar por suas coisas e só pedir ajuda quando realmente precisar. (Beija o filho e ele vai brincar com o amigo).

Nessa peça, as professoras de uma escola organizam um passeio à fazenda para as crianças se divertirem e também aprenderem a fazer as coisas sozinhas, como se vestir, arrumar a cama ou escovar os dentes.

Local onde ocorre a ação: uma casa ou uma escola.

Personagens: Almudena no papel de professora, Alba, Lucas, Carlota e Andrés. Pode ser adaptado para incluir quanto mais crianças, melhor.

Almudena: Pessoal, é hora de entrar no ônibus, dizer adeus aos pais. Estaremos de volta amanhã na hora do almoço.

Nascer do sol: Que emoção!

Lucas: Estou feliz, mas também um pouco nervoso. Teremos que fazer as coisas nós mesmos.

Almudena: (Ele está ao lado das crianças) Não se preocupe, você verá que não é tão difícil.

As crianças e professores chegam à fazenda prontos para se divertir.

Carlota: (Abre a mala) Vou encomendar minhas roupas!

Andrew: Vou escovar os dentes e calçar as botas para sair para o campo.

Nascer do sol: Estou quase lá, só tenho que amarrar os cadarços mas não sei fazer direito, sempre se desfazem!

Lucas: Tudo bem, eu vou te ajudar.

Almudena: Vejam, por que não é tão difícil fazer essas coisas? Além disso, você sempre pode pedir ajuda como Alba acabou de fazer.

Carlota: Você tem razão, o que acontece é que tem hora que a gente acha que não dá bem e no final ficamos nervosos.

Andrew: Acontece comigo também, principalmente quando tenho que colocar meu pijama e estou super cansada.

Almudena: Eu entendo você, aconteceu a mesma coisa comigo quando eu era pequena, por isso que uma ida na fazenda ajuda muito, é divertido e você tem a oportunidade de fazer coisas como os adultos.

Os amigos vão fazer as atividades da fazenda. Eles saem de cena.

Havia uma garota muito, muito bagunceira que adorava dançar e ouvir música. Os pais sempre diziam para ela pegar os brinquedos, vestir o pijama, guardar os livros, mas ela sempre dizia não. 'Um dia esta casa vai parecer uma selva', disse-lhe certa vez a mãe. E assim foi...

Personagens: Marta e seus pais.

Local onde ocorre o trabalho: uma casa.

A cortina se abre e Marta é vista dançando e cantando.

Martha: Eu amo essa música! (Aumenta o volume do rádio) Eu passava o dia inteiro dançando e não fazia mais nada.

A mãe de Marta entra em cena e abaixa o volume do rádio.

Mãe: Como você dança bem! Você não acha que é hora de pegar os bichinhos de pelúcia? Você vai tropeçar ...

Martha: Não!

Mãe: Você lavou suas mãos? Está quase na hora do jantar ...

Martha: Não!

Mãe: E o que todas essas histórias estão fazendo? Você não os guarda?

Martha: Não!

O pai de Marta entra em cena.

Pai: É hora de colocar o pijama.

Martha: Não!

Pai: Você escovou o cabelo?

Martha: Não!

Mãe: (Beija a filha) Um dia essa casa vai ficar parecendo uma selva.

Os pais saem da sala.

Martha: Eles finalmente se foram. (Volta a aumentar o volume do rádio mas desta vez ouve-se o som de um macaco, Marta faz uma cara de surpresa) Que estranho! É melhor você mudar de estação. (Desta vez, ouve-se o rugido de um leão) Vou tentar novamente. (Um papagaio, um tigre, um leopardo ... Cada vez que Marta toca o rádio, ouve-se um som como se fosse uma selva).

Martha: (Com uma cara assustada) Vamos ver se mamãe estava certa e minha casa vai virar uma selva. É melhor pegar os brinquedos e os livros, tomar banho, escovar os dentes também e vestir o pijama. Depois de um tempo, Marta desce para jantar com os pais, que ficam surpresos ao ver tudo o que ela fez.

Pai: Muito bem Marta, estou orgulhoso de você.

Martha: Obrigado! É melhor fazer as coisas, ou você quer morar na selva?

Fim das pequenas peças para as crianças aprenderem a trabalhar a autonomia e ganharem confiança em si mesmas. Você gostou deles?

Você pode ler mais artigos semelhantes a 3 peças muito curtas para estimular a autonomia das crianças, na categoria Teatro no local.


Vídeo: ATIVIDADES PARA CRIANÇAS DE 0 A 5 ANOS (Julho 2022).


Comentários:

  1. Amery

    Oooo SPS legal!

  2. Nathrach

    Na minha opinião você cometeu um erro. Sugiro que discuta. Escreva-me em PM, comunicaremos.

  3. Tygokree

    Não está claro para mim.

  4. Eliseo

    O blog é apenas super, vou recomendar para meus amigos!

  5. Mokasa

    Um pensamento muito útil

  6. Kajishura

    Aqui na verdade um showroom que

  7. Fenriran

    Sua frase é brilhante



Escreve uma mensagem