Valores

10 erros de comunicação na família


Quando um membro da família chega em casa, ele pode perceber uma mensagem de bem-estar ou tensão sem a necessidade de olhar para o rosto do restante da família. Isso tende a acontecer com mais frequência quanto mais próximo for o relacionamento entre as pessoas, pois nesses casos essa percepção será mais importante e a comunicação não verbal será mais evidente. Às vezes, a falta de diálogo é uma limitação séria à comunicação.

Muitas vezes, a pressa dos pais em receber algumas informações os impede de saber a opinião dos filhos e, da mesma forma, impede que os filhos percebam a atitude aberta e predisposição para ouvir dos pais. As situações anteriores são especialmente importantes na adolescência. Muitas são as situações em que os pais ficam curiosos sobre o que seus filhos estão fazendo e, diante de uma situação exigente, respondem de forma evasiva.

Outro impedimento à comunicação é a impaciência de alguns pais em poder influenciar o comportamento educacional de seus filhos. Todo o processo educativo passa pela relação estabelecida entre pais e filhos, e esta é sustentada pela comunicação; Por isso é tão importante preservá-lo e manter a alegria de desfrutá-lo. Para isso, basta que os pais não queiram estar sempre certos e se convençam de que comunicar não é confrontar.

A vida familiar também tem inimigos claros para estabelecer conversas e relacionamentos interpessoais. Televisão na hora do almoço, horários que dificultam o encontro descontraído, viagens de fim de semana ... Devemos lutar contra essas situações e adotar uma atitude de resistência, criando um clima que facilite a comunicação.

1- Generalizações: Você está sempre batendo na sua irmã, você nunca obedece. Claro, em algum momento, ele faz algo diferente de bater na irmã. Possivelmente, em algum momento, ele soube obedecer.

2- Julgando as mensagens que você recebe: A mãe, quando o pai vem da rua, fala: Parece que hoje voce chega mais tarde. O pai responde: O que acontece?, Os outros dias chego antes?. Você está sempre ciente da hora que chego!

3- Não saber ouvir para entender completamente o que os outros realmente significam.

4- Discussões sobre a versão de algo que aconteceu há muito tempo. Por que dar tanta importância aos eventos passados?

5- Estabelecimento de rótulos. Evite sempre catalogar situações ou comportamentos semelhantes da mesma forma, lembrando-se de um evento específico.

6- Aplicação de objetivos conflitantes. Se uma vez pareceu bom para você, evite que a próxima seja o contrário.

7- O lugar e a hora que escolhemos. A escolha de um bom horário ou local pode promover a comunicação familiar.

8- Exposição de questões carregadas de censuras. As censuras interferem na boa comunicação.

9- Modos de expressão. O abuso de: Você deveria, eu deveria fazer; ao invés de: O que você acha se ..., Talvez seja adequado para você, eu quero fazer, Combina comigo, eu decidi.

10- cortes na conversa. É dada mais atenção ao que você quer dizer do que ouvir o outro.

Você pode ler mais artigos semelhantes a 10 erros de comunicação na família, na categoria Diálogo e comunicação in loco.


Vídeo: Erros Repetidos. Deive Leonardo (Agosto 2021).