Valores

Cuidado com câmeras de vigilância de bebês


O alarme veio com o caso de um menino de três anos que se queixava de ouvir vozes à noite. Aconteceu no Brasil. A princípio, seus pais pensaram que era o típico medo infantil do escuro. Isso, e um pouco de imaginação de seu filho. Mas o menino insistiu. Os pais investigaram e de fato ouviram uma voz masculina no quarto do menino.

A voz veio da câmera de segurança que instalaram no berçário. Um hacker entrou e controlou por controle remoto. A imagem do seu filho poderia estar naquele momento dando a volta ao mundo na Internet.

Não é um caso isolado. Nos Estados Unidos, existem milhares e milhares de reclamações para este mesmo caso. Câmeras IP, que funcionam via Wi-Fi e são conectadas a smartphones e tablets, pode ser 'invadido' por um hacker, através de um procedimento conhecido como creepware. Mas como eles fazem isso?

Creepware é um programa de software razoavelmente barato (não custa mais do que 30 euros). Ele serve como um 'elemento espião'. Permite ao hacker invadir uma webcam ou dispositivo com IP, aberto para smartphones e tablets. Não funciona com câmeras de vigilância em circuito fechado, apenas aquelas que são gerenciadas com IP. De sua posição, e graças a este programa, o hacker pode controlar outro dispositivo eletrônico remotamente, como uma câmera de vigilância de bebê, capturar fotos e imagens e obtê-las.

Quer dizer sim, seu bebê pode ser observado e fotografado por estranhos. E o estranho em questão pode postar imagens e vídeos do seu filho na Internet.

Muitos se perguntarão como você pode vender um item de espião. Não deveria ser ilegal? A resposta é que esses tipos de programas são vendidos em uma base 'semi-legal'. Eles aproveitam outro tipo de descrição para passar por programas totalmente legais. Por exemplo, alguns deles são vendidos como 'ferramenta de administração remota'. E ninguém pode dizer nada sobre a compra de um programa que permite que você gerencie todos os dispositivos da sua casa remotamente, certo?

A grande questão é ... como posso evitar isso? Muitas pessoas, visto que conhecem este perigo, eles cobrem com adesivos tanto webcam quanto câmeras de vigilância por vídeo. Mas então qual é o sentido de tê-los?

Acessórios que funcionam com ímãs foram criados para cobrir a câmera. Eles representam um grande obstáculo para o hacker, mas não são totalmente eficazes.

Você também não pode confiar na luz LED que acende assim que a webcam é inicializada. Esta luz também pode ser desativada por controle remoto.

Especialistas recomendam:

- Atualize constantemente o software do dispositivo IP que você usa.

- Não clique em links de redes sociais, mensagens e e-mails do seu celular (se você conectou seu smartphone à câmera de vigilância, eles também podem acessá-la a partir daí).

- Altere as senhas importantes uma vez por mês.

- Não baixe programas de sites suspeitos.

No final, a melhor coisa que os pais podem fazer é assistir, melhor vigilância sua do que a de uma câmera. Certifique-se de que ninguém está olhando para eles. E antes de qualquer ruído estranho que eles detectem, relate.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Cuidado com câmeras de vigilância de bebês, na categoria Novas Tecnologias no site.


Vídeo: Carrinho de Bebê. Câmeras Escondidas 161218 (Outubro 2021).