Valores

Causas, sintomas e tratamento do vírus Zika

Causas, sintomas e tratamento do vírus Zika


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Voce sabe o chaves para o vírus zika, uma doença transmitida por mosquitos que causa microcefalia em recém-nascidos? O vírus Zika não é novo, já foi detectado pela primeira vez em 1947 em Uganda, embora nos últimos anos tenha sido detectado um aumento nos casos de pessoas infectadas.

Brasil, Colômbia, México, Chile ou El Salvador Estes são alguns dos países onde o número de pessoas infectadas com o vírus Zika mais cresceu e em alguns deles existe um alerta de saúde. Supõe, acima de tudo, um risco para mulheres grávidas já que o zika vírus está relacionado a casos de microcefalia em recém-nascidos.

O vírus Zika é causado pela picada do mosquito Aedes aegypti, que também transmite dengue e chikungunya. Quando o mosquito portador do vírus pica uma pessoa, a infecção infecta as células próximas à picada e se espalha para os gânglios linfáticos e para o sangue.

Outra forma de transmissão é pela placenta, de forma que se o mosquito picar uma mulher grávida,A infecção pode passar para o bebê e causar malformações, como microcefalia.

Da mesma forma, foram descritos alguns casos cujo contágio ocorreu por transmissão sexual e acredita-se que seria possível se infectar por meio de uma transfusão de sangue.

Este mosquito está atualmente disseminado em grande parte do América Central e América do Sul, embora casos isolados já tenham sido descritos em outros países.

O sintoma mais comum do vírus é a febre, que geralmente ocorre abaixo de 38,5º. Também é acompanhado com dores nas articulações e nos músculos, cansaço geral, manchas vermelhas, olhos vermelhos ou conjuntivite, vômitos ou diarreia.

Não parecem sintomas muito graves se os compararmos com outras doenças com as quais habitualmente vivemos, tanto que se acredita que 80% dos infectados desconhecem a infecção por não desenvolverem sintomas. Porém, complicações desta infecção ocorrem quando o contágio ocorre durante a gravidez, uma vez que está associada a malformações no bebê, como a microcefalia, uma doença neuronal que faz com que o bebê tenha um perímetro cefálico menor do que deveria.

Não existe vacina para prevenir a infecção pelo vírus Zika. Especialistas recomendam repouso relativo, acetaminofeno para aliviar a dor ou algum antipirético para febre e beba muitos líquidos para evitar a desidratação.

Atualmente o tratamento recomendado por especialistas é a prevenção como não deixe água nas panelas Para evitar a proliferação desses mosquitos, use repelentes e coloque redes mosquiteiras nas portas e janelas.

No caso de pessoas já infectadas, é recomendado o uso de preservativos para evitar infectar outra pessoa por transmissão sexual.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Causas, sintomas e tratamento do vírus Zika, na categoria Saúde no local.


Vídeo: Síndrome Congênita do Zika Vírus George Dimech (Novembro 2022).