Valores

Segunda gravidez: quando chega muito perto da primeira


O retorno à normalidade do corpo da mãe que acaba de dar à luz é gradual. O corpo precisa de tempo para retornar ao estado anterior à concepção e a mente também. Durante a gravidez, muitas mudanças ocorrem na anatomia da mulher. Algumas funções do corpo são alteradas devido ao influxo de hormônios para atender às necessidades de desenvolvimento do bebê, parto e amamentação.

Saber quanto tempo esperar pela segunda gravidez é fundamental para a boa saúde da mãe e para o desenvolvimento do seu futuro bebê, uma vez que a mulher passou por um processo de mudanças muito importante e os especialistas recomendam aguardar o retorno à normalidade para enfrentar uma nova gravidez.

Especialistas aconselham espere dois anos iniciar uma nova gravidez porque é o momento que a mulher necessita para se restabelecer física e psicologicamente, e para interromper o tempo recomendado para a amamentação. No entanto, existem outros parâmetros para marcar os tempos. Uma delas toma como referência o desenvolvimento do parto. Assim, para avaliar o tempo de espera, a primeira coisa a saber é se foi de parto cesáreo ou de parto normal.

Em caso de ter sofrido um Cesariana, os especialistas recomendam deixar uma margem de tempo entre as gestações de entre 18 e 24 meses, principalmente para dar tempo ao útero para se recuperar da cesariana. Um tempo menor que esse pode acarretar riscos como ruptura uterina em cicatriz de cesárea anterior, entre outros. Por outro lado, se o primeiro bebê nasceu por via vaginal ou parto normal, o tempo de espera entre as gestações pode ser reduzido para um ano. Durante esses 12 meses, o corpo da mulher pode recuperar a normalidade e estar em condições de voltar a fornecer o que é necessário para o desenvolvimento de seu segundo filho dentro dela.

Às vezes, a segunda gravidez não é planejada como a primeira e chega de surpresa. Outros casais, por outro lado, preferem ter os filhos com muita frequência, por considerarem que é melhor para eles, para o seu desenvolvimento, compartilhar jogos ou evitar o ciúme entre irmãos. Seja como for, quando a segunda gravidez é muito próxima da primeira, as recomendações do especialista devem ser sempre levadas em consideração para evitar possíveis riscos como anemia materna, sangramento durante a gravidez, parto prematuro ou baixo peso ao nascer.

Caso a segunda gravidez tenha ocorrido em um tempo menor do que o recomendado, ou seja, antes de seis meses da primeira entrega, será necessário fazer um controle médico rigoroso. O corpo da mulher não se recuperou da primeira gravidez e voltará a regredir para enfrentar as mudanças estruturais e físicas que o processo de gestação acarreta. É fundamental que, neste caso, além do controle normal, o ginecologista preste atenção especial às mudanças no corpo feminino, ao desenvolvimento do feto e à alimentação durante a gravidez para prevenir complicações.

Em gravidezes acompanhadas de perto, o risco de anemias, parto prematuro, desenvolvimento deficiente do bebê e outras complicações. Prevení-los é fácil, se forem seguidas as orientações médicas e dietéticas e um controle exaustivo.

Há também um tempo máximo recomendado que não devemos exceder ao fazer o pedido de um novo filho. Especialistas consideram aconselhável não exceda cinco anos para procurar uma segunda gravidez. Estudos nessa área encontraram um risco aumentado de nascimentos prematuros e bebês com baixo peso ao nascer, bem como um aumento significativo de gestações de risco devido à hipertensão ou desenvolvimento de pré-eclâmpsia.

Marisol New.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Segunda gravidez: quando chega muito perto da primeira, na categoria Ficar grávida no local.


Vídeo: PRIMEIRA GRAVIDEZ vs SEGUNDA GRAVIDEZ - Diferenças. Amanda Domenico (Agosto 2021).