Valores

Ultrassons no primeiro trimestre da gravidez


Um dos procedimentos mais comuns para o controle da gravidez é o ultrassom, durante a gravidez três são essenciais, embora alguns autores falem de quatro importantes.

Durante o primeiro trimestre é essencial fazer pelo menos um, mais ou menos na 12ª semana de gestação.

1. No início da gravidez, serve para confirmar a gravidez e calcular com precisão a idade gestacional (nem sempre é feito).

2. Às 12 semanas, saber, entre outras coisas, a translucência nucal.

3. Na semana 20, conhecido como ultrassom morfológico.

4. E no final da gravidez por volta da semana 32-35, para confirmar o crescimento normal do bebê.

Porém, muitas mulheres que acompanham a gravidez com um ginecologista particular podem fazer uma ultrassonografia a cada consulta, não porque seja necessária, mas porque tende a excitar os futuros pais. Na verdade, muitas mulheres fazem um ultrassom todos os meses.

Na maioria dos centros ginecológicos particulares, uma ultrassonografia é feita todos os meses. A primeira é aquela que confirma a gravidez e serve basicamente para verificar se existe um saco gestacional. Isso é feito por volta das 6 semanas de gestação.

O segundo ultrassom atesta que não é uma gravidez ectópica. O coração do bebê é ouvido com clareza e verifica-se que a gravidez continua bem. É feito por volta das 9 semanas de gestação.

O mais importante é, sem dúvida, o ultrassom de 12 semanas. Nele muitas informações são obtidas, pois neste momento o desenvolvimento anatômico e o tamanho do feto permitem verificar que a maioria dos órgãos se formou adequadamente.

Uma ultrassonografia de alto nível pode detectar até 60-70% dos possíveis problemas malformativos que aparecerão na gravidez. A outra medição feita é a translucidez nucal, o líquido que todos os fetos têm no pescoço. É também chamada de dobra nucal.

A espessura da nuca do feto pode ser medida e seu valor é usado como parte da triagem do primeiro trimestre (ou triagem). Esse rastreamento permite estimar o risco de haver uma anormalidade no número de cromossomos (tecnicamente definidos como aneuploidias), especialmente a trissomia do 21 ou síndrome de Down. Para calcular o risco, o valor da translucência nucal é combinado com a idade materna e os valores de dois hormônios (beta-HCG e PAPP-A) que foram realizados em exames de sangue.

Este ultrassom para os pais é muito emocionante, pois seu futuro filho já está com uma forma mais ou menos parecida com a de um bebê, ele se move (muitas vezes!) Embora a mãe ainda não perceba, e às vezes o obstetra já é capaz de diga a eles que sexo seu filho vai fazer (embora na maioria das vezes prefiramos esperar até a semana 20, já que naquele ultrassom o sexo já está à vista) É muitas vezes com o resultado dessa prova que os pais ficam sabendo que vão ser pais mesmo, tudo se materializa muito. Principalmente nos casos em que a gravidez transcorre sem sintomas.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Ultrassons no primeiro trimestre da gravidez, na categoria Estágios da gravidez no local.


Vídeo: Ultrassom morfológica 1 trimestre -13 Semanas (Julho 2021).